Prêmio de Participação

 

 

 

PARTICIPANTES:

 

 

Socorro Lima Dantas

Ieda Cavalheiro

Antonio Sanches

Luiza Soares Benício

Naidaterra

Marilda de Almeida

Priscila Loureiro Coelho

Manoel Virgílio Cortes

Maria Antonia Canavezi Scarpa

Efigênia Coutinho

Antonio Cícero da Silva

Clara Arruda

Madzia Salazar

WalterBRios

Ceres Marylise

Marcial Salaverry

Ilda Maria Costa Brasil

Victória Falavigna

Susana Custódio

Dulcineia Leal

Edyth Teles de Meneses

JRonaldo-JR

Zé Albano

Humberto – Poeta

Luiz Poeta - Luiz Gilberto de Barros

Lucas Cozza Bruno
Valdir Cremasco

Myriam Peres

Nilda Dias Tavares

Everton Santos

Luiz Carlos Martini

Lucia Amberget

Adriano Augusto da Costa Filho

Adelia Mateus

Camila Lima Dantas

Criszinh@

Marlene Vieira Aragão

 Sá de Freitas

 

 

AH, O AMOR !

Socorro Lima Dantas

 

 

Ah, o amor !

mexe com a alma por inteiro,

domina a estrada a seguir,

traça linhas, depois, destrói as pegadas.

 

 

Acalma, agita, afasta, volta,

brinca com os sentimentos do peito,

fazendo dele o que bem quer,

até deixá-lo sem jeito !

 

 

Dá guarida, e quando retorna,

jura novo caminho com flores,

despede-se, em momento alucinado

marcando o peito em dor.

 

 

Promete, não cumpre, abdica, perdoa,

aviva lembranças, esquece o passado,

dilacera o coração,

vive numa eterna contradição !

 

 

Recife/PE

 

 

 

Ah, o amor !

Ieda Cavalheiro

 

 

Esse menino dengoso

Vai por caminhos tortuosos.

Não importa a quem  destruir,

E sai deixando o vazio, o nada.

 

 

Torce o beiço, desembesta;

Vai fundo sem  ter direito,

Rasgando o que der e vier,

Só lhe valem seus conceitos.

 

 

Já está em outra forma,

Vai tramando novas dores,

Não lhe importa o outro lado,

Vai coroando sem flor.

 

 

Espanca, derruba só leva na proa,

Arranca esperanças, esse desgraçado,

Cria um  mundo de ilusão,

Infeliz, vai sozinho, sem deixar um tostão.

 

Porto Alegre/RS

 

 

 

 

Ah,  o amor !

Antonio Sanches

 

 

Por inteiro

eu queria ter amor tão sublime

que todas as linhas traçasse

sem se esconder no nevoeiro

nem me impor um regime

sem nada que magoasse.

Ah,o Amor!

essa contradição

tanto oferece a flor

como mostra a negação.

Mas sem esse sonho

essa doce magia

nectar da alma

jamais sentiria teu semblante risonho

essa perfeita harmonia

que me oferece toda a calma.

 

Almada/Portugal

 

 

 

AH ! O AMOR!

Luiza Soares Benício de Moraes

 

 

Em mim nasceu sorrateiro,

Veio vindo devagar

Sempre fugindo eu me via

A não querer namorar!

 

Tinha medo de casamento

Não via exemplos a imitar

Pensava em ser independente

E assim: p’ra que namorar?

 

Na verdade eu fugia

Dos amigos que me falavam

Em amor ou fantasias...

 

Tinha até amor platônico,

Sonhava com um amor,

Mas fugia à realidade,

 

Amadureci p’ra muitas coisas

Mas no amor fui retardada

Fugia de compromissos!

 

Até que já dobrando

“o cabo da boa esperança”

Como se dizia na minha época,

Resolvi mudar...

 

Um amigo, bom partido,

Em quem podia confiar,

Eu não podia decepcionar

E resolvi então também amar...

 

Assim, numa troca confiante

Como já nos conhecíamos

Ainda namoramos um ano e meio!

E nos casamos !

 

No dia 03 de julho próximo

completaremos 43 anos de casados!

Somos felizes !

 

 

Recife/PE

 

 

AH, O AMOR...

Naidaterra

 

 

Sentimento amor...

É um sentir que chega

feito relâmpago sem que

haja tempo para argumentar...

te invade sem permissão,

impõe e não te dá opções...

Sentimento que transborda

nos levando a extremos...

Imensurável...

Intocável...

Intransferível...

 

 

Ah ! Esse amor

Marilda de Almeida

 

 

Esse amor que chega de mansinho e vai se emaranhando pelos poros, até encontrar nossas veias e fazendo ferver o nosso sangue.

Levando-nos ao ápice da loucura ao mesmo tempo em que nos faz feliz, brincando com nossos sentimentos, machucando, corroendo tudo por onde passa esse amor criança, que vai crescendo aos poucos e nos deixando debilitado, a mercê do tempo.

Esse amor que tem o perfume que inebria, entontece até a alma, esse amor que eu quero para sempre.

Mesmo em desalinho, desafiando tudo e a todos, me virando às avessas, eu te amo, te amo.

Esse amor que grita, chora na saudade, que se derrama em delírios ao toque suave, no abraço apertado, no beijo selado.

Ah! Esse amor, silencioso, que chegou e revolveu o meu sangue, o meu corpo, faz-me perder a noção do perigo, por ser tão grande esse amor que sinto por ti.

Tu não sabes do que é capaz meu amor, basta o teu sorriso para minha alma se alegrar e o brilho da vida voltar e tudo se anular a minha volta, chega arrebatando,rompendo barreiras, sem ter forças para resisti-lo, me entrego, te amo, te amo.

 

 

Ah, o amor...

Priscila Loureiro Coelho

 

Amor é algo especial

Que nos comove

Inebria...

Amor é dom imortal

Que nos envolve

Alivia...

 

Amor é mais que paixão

É alento...

Fantasia...

É o pulsar do coração

Suave como é o vento

Leve como é alegria

 

O amor é sutileza

Delicadeza, verdade

Beleza que nos vicia

Amor traduz a pureza

Tem a cor da liberdade

É eterna companhia...

 

Jacareí/São Paulo

 

 

 

Ah, o Amor

Manoel Virgílio Cortes

 

Ah o amor que, de repente, nos chega ao peito!

Nos traz tanto alegrias qual sofrimentos.

Porém, não o afastamos, não tem jeito,

Pois dele serão, sempre, os momentos.

 

Alegres são momentos a cantar,

Cantando uma canção: - felicidade!

Sofrendo, já ficamos a chorar,

Julgando terminadas nossas idades.

 

Momentos mui felizes de encanto

Vivemos entoando belos cantos,

Momentos com a face mui molhada

Por lágrimas que, dos olhos, são roladas.

 

Quisera alguns momentos muito tristes,

Sabendo, no entanto, que o amor existe!

 

 

 

 

Ah, o amor...

Maria Antônia Canavezi Scarpa

 

Você que deveria ser, apenas uma virtude

brinca e me faz chorar,

me veste de sonhos um dia,

e em um outro me põe a chorar

 

Nada contra você, sempre digo,

mas como é difícil te suportar,

vem leve, gostoso e matreiro

de repente resolve estourar

 

Chega falando macio, quase um sussurro

amolece o meu coração e minh’alma,

sem que eu espere, esperneia,  grita,

blasfema e se vai

 

Quando penso que já foi embora,

abre a porta e me abraça,

começa tudo de novo,

me derrota, me explora e me aflora

 

Tília Cheirosa

 

 

DECLARAÇÃO
Efigênia Coutinho


Declaro ao céu, ser tua, do teu jeito,
Desenhando em teu corpo ternura,
Desejos que me invadem mil loucura,
Por noites infindáveis, no teu leito.

Receberás o meu néctar liquefeito,
Dos lábios escarlates com doçura,
E a tua boca louca na procura,
Do amor, que anseio e não rejeito!

Arrebatados, de prazer embriagados,
Seremos dois amantes transformados,
No mais suave versos que compus.

E por noites mágicas como esta,
O Luar lá ao céu faz a sua festa
Enfeitando nossos corpos com Luz!

Balneário Camboriú
 

 

 

AH, O NOSSO AMOR

Antonio Cícero da Silva

 

Ah, o nosso amor

É o mais lindo do mundo

O mais perfeito e real

É alegria sem igual.

 

O nosso amor

É forte alavanca

É jamais abalável

Rocha petrificada e estável.

 

Vivemos tranqüilos

Nossos dias são folguedos

A vida para nós reservou

Os laços do imenso amor.

 

 

 

 

Ah ! O amor

Clara Arruda

 

Chega sempre sem aviso

Instala-se dentro do peito.

Abre portas e janelas

Fazendo-nos seres perfeitos.

 

Encontrá-lo não é fácil,

Quando se busca amor verdadeiro

Pedra rara, lapidada

Nunca acharás nele defeito.

 

Ah! O amor.

Não tem prazo de validade,

Adquire-se em qualquer idade.

Faz do pobre um milionário,

Por que amor é igualdade.

 

Clara Arruda- RJ

 

 

 

 

 

AH, O AMOR!

Madzia Salazar

 

É um momento, é uma canção

É tormento,  paixão,  ligação

É criança, é  doce ilusão...

É loucura,  sentimento doce

É indestrutível, é também ruptura

É criatura, é divindade, é oração,

É um sabor

É perdão

É liberdade,

Ah, o amor é o teu e o meu coração!

 

 

Santa Maria/RS

 

 

 

Ah o amor

WalterBRios

 

Ah, me deixe mudar de cor,

não tenho vergonha de sentir,

de falar de amor,

apenas não posso,

não agora que tudo já passa,

olhar o meu o nosso;

o que você quer que eu faça?

Já é hora de partir.

Antes tremi nas bases

e confundi o topo.

Faria as pazes,

ou viveria uma fábula de esopo;

mas ainda existe esse amor,

não morre nunca,

acompanha-me aonde eu for,

não me deixa uma única,

uma única vez um só momento.

Mas o que me faz viver?

É como o passar do vento

lembrar de você.

Ah... O amor.

 

©WalterBRios

Salvador/BA

 

 

 

SEU AMOR

Ceres Marylise

 

Meus olhos são olhos d'água,

derramando o meu querer.

O meu peito, um pote cheio,

transbordando de prazer.

 

Seu amor, a forte chama,

que ilumina o meu viver.

Seu caminho, a beleza,

por onde vou me perder.

 

Sua boca, o doce cheiro,

de mel que me dá prazer.

Seu corpo, morno refúgio,

onde quero me esconder.

 

Seu abraço, um forte laço,

onde quero me prender.

Suas palavras, sussurros,

carícias no entardecer.

 

Sua alma, esconderijo,

da vida do meu viver

e se a vida fosse minha,

daria inteira a você.

 

 

 

 

AMAR É VIVER

Marcial Salaverry

 

 

Amar é viver...
Amar para viver...
Viver para amar...
Amar sem parar,
para viver...
Viver para amar
amar a vida
Sem medo de amar
Amar é vida

Vida do amor,
o amor dá vida
para a vida...
Amores de uma vida...
Vida de muitos amores...
Amores de amar
Amar o amor
Num amor amante
Deste doce amar
Amantes amados...
Amados enamorados...
Namorar é amar...
Ficar amando...
Amar "ficando"...

 

 

 

 

Ah, o Amor...
Ilda Maria Costa Brasil


É a Força Criativa que nos oportuniza
momentos e situações diferenciadas,
semeando a vida e a felicidade
como uma imensa fonte luminosa.
Cada ser o recebe
conforme o seu estado de espírito,
podendo dá-lo
em grande quantidade ou não;
outros, infelizmente, somente o dão
e quase nada recebem; no entanto,
muitos não se deixam fragilizar
com tal situação e continuam a semeá-lo,
transformando-o em objetivos,
ideais, princípios, metas e sonhos.
É Compreensão, Entrega e Solidariedade,
Fachos Radiantes
que exercem intensa capacidade
de inspiração e de envolvimento.
Ah, o Amor é o mais nobre sentimento,
aquele nos leva a perceber a beleza
de pequenas e grandes coisas.
O que seria do mundo
se não o vivenciássemos?
É Belo, Sedutor e Soberano,
capaz de escutar o coração do outro,
sentir seus desejos e emoções;
ora com ousadia e riscos,
ora com criatividade e afeto.
Ah, o Amor é Vida, Descoberta,
Aceitação, Aprendizado, Incertezas
e Certezas que nos faz crescer
e encontrar caminhos para realizações

 

Porto Alegre/RS

 


 

Ah, o Amor...

Victória Falavigna

(10 anos)

 

Ah, o amor é um sentimento

muito bom.

É alegre e vem de dentro,

do coração.

Ah, o amor é paixão quando

as pessoas se gostam muito.

 

Porto Alegre/ RS

 

 

 

 

AH ! O AMOR

Susana Custódio

 

Sempre despertou o meu desejo

Esperado por mim a cada alvorada

Na minha alma já nascida apaixonada

Em tudo o que me rodeia o vejo

 

 

Esperei encontrá-lo em meu caminho

O meu coração seria o seu ninho

Queria degustá-lo como um bom vinho

Nos seus braços sentir-me aconchegada

 

Chegou! Em mim se instalou como furacão

Numa louca e desenfreada paixão

Ocupou todo o meu corpo e coração

 

 

Ah! O amor – foi para ele que nasci

É ele o meu verdadeiro alimento

Morrerei de fome…porque o perdi…

 

 

Sintra/Portugal

 

 

 

AH ! O AMOR

Dulcineia Leal

 

O Amor move, alimenta e dá força à vida

Sem o amor a vida é sumida e sofrida

Falta a cor

Falta o brilho

Falta a beleza de uma flor

O jardim fica sem esplendor

 

Ah! O amor

É tudo e nada

Como uma branca vaga

Que me envolve na sua espuma molhada

E que me liberta da encruzilhada

 

Ah! O amor

Amor com paixão

Que procuro com devoção

Que me devolva a vida

E me faça corar de emoção

 

Ah! O amor

Que parece estar tão distante

Fico nesta esperança

Que um dia ele apareça

E me envolva em seus braços

Cobrindo-me de carícias

E num olhar embaciado

Diga! Amor cheguei…

Estou aqui, a teu lado ficarei!

 

Mem Martins/Portugal

 

 

 

A CHAMA DO AMOR

Edyth Teles de Meneses

 

 

A chama de um amor
Que já partiu
Ainda arde no meu peito
Lentamente
Se alonga na dor
Sendo um tormento
Chama…
Ardendo como incandescente
Fazendo recordar
Um amor vivido
Chama…
Que arde permanente
Fazendo reviver
Este amor findo
Chama que faz continuar
A viver e não esquecer
O amor perdido…

 



 

 

AMOR É FOGO QUE ARDE

(acróstico)

Edith Teles de Meneses


A mor, amar, amei
M uito se pode dizer

O amor como eu dei
R ecordar é viver
 
É lindo amar assim
 
F az-me sentir alguém

O coração também diz
G ostar é amar também
O passado que vivi
 
Q uero Com ele viver
U ma vida de ilusão

E guarda-lo até poder


A mar é sentir paixão
R ecordar é um tormento
D epois fecho O coração
E choro Com sofrimento 
 

 

AMOR DE VERDADE

JRonaldo-JR

 

 

Amor de verdade

só deixa saudade

é uma verdade

para sentir na eternidade

 

Nesse plano? que ilusão

aqui pura paixão

há quantas chamamos de querida

em apenas uma vida?

 

O amor verdadeiro

desabrocha com uma flor

unindo material, espiritual e mental

torna-se celestial

 

Esse não se define

só o sente quem se "une"

é transcendental

Porque não dizer "universal"...

 

Quando sua primeira intenção

for para seu irmão

poderá sentir a integração

do amor verdadeiro e da "união"

 

É como a evolução

acredite...meu irmão

essa é a realidade

como só existe uma "verdade"

 

Ah!! o amor paixão?

caminho para a evolução

apesar da matéria e cotidianos

prevalece no máximo por sete anos

 

Não é necessário dizer mais

que ouça quem for sagaz

se não conseguir compreender

pelo menos tente entender

 

até...

 

 

 

Ah, o amor !

Zé Albano

 

 

Ah, o amor!
Quando o vejo
Sobe-me o desejo.

Ah, o amor!
Para a sua alegria
Eu faço poesia,

Ah, o amor!
Põe-nos ao alcance
Um lindo romance.

Ah, o amor!
Eu dou alimento
Para o seu sustento.

Ah, o amor!
Com ele na cama
Tão bem que se ama.

Ah, o amor!
Tem-se tudo na hora
De quem se adora.

 

Guarda/Portugal

 

 

 

AH... O AMOR !

Humberto - Poeta
 
 

Nem imaginas com que ânsia imensa,
com que vontade e com gana intensa
tens dado causa aos meus febris amores!
Amores loucos, quase idolatrias,
pensando fico no que não farias
pra realizares minhas fantasias
se um dia minha... apenas minha fores!

 

 

 

O AMOR É UM PECADO PERDOADO

 

Luiz Poeta

Luiz Gilberto de Barros

 

 

O amor é assim mesmo, é um pecado

Perdoado.... porque sempre se aproxima

Das nuvens,  quando o corpo extasiado

Levita, vendo a vida... lá de cima.

 

O amor maltrata a dor, fantasiando

A angústia com desejos coloridos;

Ele é  um arco-íris, vai brotando

Dos  sonhos nebulosos...distraídos.

 

E assim, como uma espécie de fagulha

Que queima, quando a ponta da agulha

Espeta a epiderme e imprime a dor...

 

O sonho sedutor anestesia

A triste solidão e  fantasia

A nostalgia... produzindo... o amor.

 

 

 

Ah, o Amor !
 Lucas Cozza Bruno


 

Ó palavra de beleza
e harmonia intensa!
És forte,
a força da vida.
És, acima de tudo sólida
e grandiosa,
na maioria das vezes.
Simbolizas a união
da beleza e da harmonia
cheia de luz e respeito.
Tu tens a capacidade
de transformares
corações amargos
em fraternidade
e solidariedade.
Quando unido
a outros sentimentos
torna-te tão poderoso
que é capaz
de derrotar desgraças
e cultivar
a esperança da paz,
gesto que poderá
levar-nos
ao caminho do bem!

 

 

 

Momentos

 

Valdir Cremasco

 

Há momentos em nossas vidas que classificamos de “mágicos”.

São aqueles momentos que não podemos ou não queremos mais vivenciar, mas, que nos traz uma ponta de saudade, uma ponta de nostalgia e, que, quando nos pegamos a neles pensar, exclamamos em êxtase: “Ah! Como foi bom!”.

Exclamação que deixa também uma duvida: Será que seria bom hoje?

Momentos mágicos, ou impares, sem igual, inesquecíveis. Momentos em que sentimentos afloram. Momentos em que as simples trocas de olhares diziam: “To te querendo”, olhares pavios, onde o simples toque dos dedos, das mãos, eram como faíscas incendiárias... Pronto, o cenário para o momento mágico estava concluído.  Ou ainda, a voz ao telefone dizendo: “Oi! Como vai?”, soava como canção cantada direta ao coração.

E os lugares que serviram de palco para esses momentos? Lugares que ao passarmos por eles torna-se inevitável o pensar na magia do que lá aconteceu...

E “... a vida é um palco, onde os atores somos todos nós...”, dizia Elvis...

Vejo-me então nesse palco da vida... E ao relembrar momentos vividos sinto saudade, sinto nostalgia e, vou relembrando com calma, sem me esquecer de detalhes, extasiado, como a dizer: “Ah! Está sendo bom!”.

Momento um: O primeiro cálice de seu beijo eu o tomei na sala, bem devagarzinho, sentindo todo o sabor como que antevendo o nascimento de um grande amor: Eu, ajoelhado a seus pés, e você se inclinando me disse, exibindo seu lindo sorriso: “Lindo!”.

Momento dois: Um espaço pequeno e a água caia “molhando” nosso suor, misturando-se a ele e misturando-se a nós, lavando tudo, menos o nosso desejo que não tinha fim... Hoje esse espaço quando nele entro, me é grande demais sem a sua presença... É ruim demais esticar os braços e não ter você para tocar.

Momento três: Recosto-me na pia com o olhar na talha d’água e vejo-a ainda exuberante com o corpo brilhante... Três passos de cada um e mais uma vez nos entrelaçamos, recomeçamos o ato que mais gostávamos, que mais sabíamos... O de amar. Meus passos hoje caminham para o vazio, caminham para o nada.

Momento quatro: Ao lado da churrasqueira um preparava algo e à distância, outro conversava coisas banais... Ao som de uma melodia, os olhares se cruzavam, nada diziam, mas o brilho deles faiscavam como a dizer: Te amo... Eu também... Quero-te... Eu também... Sou teu... Sou tua... É minha cara, como dizia a Rita: “Fazíamos amor por telepatia”.

Momento cinco: sua voz, como disse acima, ao telefone dizendo: “Oi! Como vai?”, soava como canção cantada direta ao meu coração. E suspirando ainda dizíamos: “Ah se fosse apenas meia hora!”. Mas saiba que até hoje, ao ouvir sua voz, meu coração sorri feliz.

Momento seis: Quem ama de verdade não gosta de perder tempo. O Roberto ainda pediu o café da manhã e mais tarde o jantar. Nós... Nós não. Para que? Um era o alimento do outro. O olhar no olhar, a pele na pele, o abraço, o carinho, o tudo que para nós não era nada. As palavras. O gostar, o amar, de estar junto. Hoje a distância é grande demais, mas, como disse o poeta: “Se eu pudesse estar onde você está, eu voaria até você, mesmo sem ter asas para voar”.

Quantos outros momentos poderia aqui descrever, mas hoje, só um momento me é real. Você não está aqui para recordarmos juntos cada gota cristalina, orvalhada, que brotou em nosso coração. Pena. Um só a contar, a relembrar em forma de poesia, não fará o mundo acreditar nesse nosso lindo amor.

É isso. É esse momento que mais recordo: Você linda como sempre, no sorriso de menina mulher a me dizer: Lindo!

Linda é você que me amou sem nada pedir em troca e me fez feliz, muito feliz.

 

 

Ah, o amor!

Myriam Peres

 

 

Estou compondo pra você

Uma página de amor

Um amor tão complicado

Um amor tão sufocado

Um querer abençoado...

 

Componho as cordas do coração

Com as rimas que brotarão

Em acordes de tanta emoção

Componho vida com a ilusão

Rimando teias que surgirão...

 

Componho o que minh'alma grita

Com o que meu palpitar suplica

Faço do ar que me envolve a vida

Que a ilusão que me faz perdida

Faço do meu canto me sentir querida...

 

Esse não é um grito que ecoa a voz

Não diz o que suplico numa dor atroz

É um sussurro baixinho só para dizer

Nos ventos idos e chegar a você

Meu doce enlevo de querer e ter...

 

Esta é a página de amor para você

Criei-a só para lhe poder dizer

Nos sonhos que aparecerão

Nas escalas de toda minha emoção

Compondo-a dou todo meu coração...

 

É apenas uma página de amor

Uma página que ficará marcada

Em relevo as palavras assinaladas

Nos encantos da minha paixão

Página de sangue da minha solidão...

 

Receba e guarde nada mais vou revelar

Tranque guardada para poder achar

Tranque amarrada nos nós da interrogação

Que esta ternura se transforme em emoção

E me abençoe nesta minha revelação...

 

 

 

 

 

Ah ! O Amor !

Nilda Dias Tavares

 

 

Quem foi que fez essa asneira?

Quem fez essa grande besteira

de inventar um sentimento

que traz tanto sofrimento?

Quem inventou o lamento?

Quem teve que inventar,

pra sua vida, enfeitar,

sonho tão devastador?

Quem inventou essa dor?

Quem inventou a malícia

sutil, de uma carícia?

Quem inventou o desejo

de provar um longo beijo?

Quem foi esse pobre coitado?

Quem foi esse desgraçado?

Quem foi que inventou o Amor?

 

 

 

 

 

Amor pela donzela...

Everton Santos

 

Tento tocar o amor, mas então percebo

o quão grande é o nosso amor;

Erguendo meus olhos,

vejo as nuvens escrevendo no céu

o meu amor pela donzela

e num estralo de dedos,

as nuvens começam a borrifar pétalas

de rosas vermelhas e a brisa, consigo,

trazia o aroma do amor entrelaçado

nas palavras de poesia romântica e eterna.

Donzela! Faço-te, nesse momento,

a minha declaração: Eu te amo,

nem mesmo os grandes mares

poderiam apagar a chama ardente

e profusa do meu amor por ti,

ó donzela que iluminou meu coração

e colocou nele as tuas expressões

de afeto sublime e que é rival

das carícias eternas.

Amo-te solenemente,

ó donzela feita pelos dedos de Deus !

 

Gramado/RS

 

 

 

Se tu quiseres

Luiz Carlos Martini

 

Jesus passou por mim certo dia

E me falou sorrindo de alegria;

Porque vives assim à toa?

Tu que podias ser uma alma boa?

Eu me senti tão cheio de alegria

Que nada respondi

E Ele continuava falando assim,

Paternal, carinhoso, junto à mim.

Se quiseres, depende só de ti!

Então lhe perguntei:

Como, Senhor, eu posso trabalhar por vosso amor

Se nada sei fazer?

E Ele me respondeu;

Se tu quiseres, irias trabalhar nas minhas messes.

São tantas! Queres ver?

De repente, vi pelos caminhos

Uma porção de órfãos, coitadinhos

Sem pais, sem mães, sem corações amigos.

Andando pelas ruas, quais mendigos

Sem terem ainda na alma

As águas novas da presença divina

E o Mestre a me apontar toda essa gente

Continuou sorrindo, docemente

Se tu quiseres, seriam todos seus.

Vi mais além num campo, sem pastos

As ovelhas queridas de Jesus

Esperando por mim... Por ti, disse Jesus.

E eu sentindo no meu peito um desejo sincero

Respondi ao Senhor:

Jesus, eu quero trabalhar pela Cruz

Quero aprender convosco as lições de bondade

Quero espalhar ao mundo vossa caridade

Quero fazer o bem a quem preciso for

E se for dado a mim, um dia à escolher

Entre uma dor cruel e um sublime prazer

Quero escolher por vosso amor, a dor.

 

Restinga Sêca/RS

 

 

 

 

 

Meu olhar sorridente

Lucia Amberget

 

 

Meu olhar sorridente...

De criança inocente...

Admirando o mundo...

Esperando na vida...

A beleza da vida...

Fugindo da dor.

 

Meu olhar sorridente...

De uma criança pequena...

Inocente... Transmitindo calor...

Levando o verdadeiro amor...

Para aqueles que o buscam.

Olhar de esperança...

Confiança... Tentando sorver

O melhor da vida.

 

 

 

 

O  Amor  !

Adriano Augusto da Costa Filho

 

 

Quando sonhamos com o amor,

Nosso coração veste-se de esplendor.

A emoção é sempre muito grande

E nosso coração torna-se gigante !

 

Quando o amor surge no coração,

Procura logo uma grande paixão.

Ela vem chegando de repente

E sonhamos com o amor somente !

 

Sonhar, sonhar e nunca chegar,

Mas, até de longe podemos descortinar.

O amor vai surgindo devagar

E o nosso coração começa a vibrar !

 

No amor quem mais o sente,

Logo, logo já nele o pressente.

Mas, quando a luz começa a surgir

De repente ele começa a fugir !

 

O nosso coração é uma vertente,

No principio torna-se muito valente.

Mas, quando esse amor fugir

Uma tristeza começamos a sentir !

 

Nas altas serras do amor,

Sonhamos com todo louvor.

Mas, ninguém sabe e nem viu

Para onde o amor fugiu !

 

Todo homem e toda mulher,

Na vida o amor vai sempre querer.

Mas quando ele aparecer

Qualquer coisa sempre irá aborrecer !

 

O ciúme começa a aparecer,

Não há jeito dele desaparecer.

Muitos amores são perdidos,

E para sempre esquecidos !

 

Não há melhor coisa no mundo,

Do que dois pares se amarem.

Mas,é necessário para isso

Que assumem um bom compromisso!

 

O amor vem também do infinito,

Tudo nele por Deus é bendito.

Quem amar com perseverança

A felicidade é uma esperança !

 

Os anjos lá do paraíso,

Sabem todos o que é isso.

Aqui na Terra fomos premiados

Para nunca ficarmos isolados !

 

Deus nos deu o coração para amar,

Mas, não devemos ficar a sonhar.

Para o amor no coração ficar

Temos sempre a Deus amar !!!

 

 

 

SILENCIOSO AMOR

Adelia Mateus

 

 

Com o entardecer este silêncio aumenta...

As estrelas surgem...

Os pensamentos viajam,

procurando por você.

 

A noite é longa...

Sonho acordada com este amor

que se alojou no coração

deixando fortes emoções...

 

Chega a madrugada,

os pensamentos vagueiam...

Num rolar constante na cama,

estou pensando em você.

 

Amanhece...

Mais um dia de silêncio,

esperando por você,

para viver

um grande amor...

 

 

 

 

AH, O AMOR !

Camila Lima Dantas

(10 anos)

 

 

Ah, o amor !

É um sentimento

tão intenso,

que vem forte lá de dentro.

É tão lindo,

que não tem fronteiras.

É um sonho verdadeiro,

que não sai do coração,

mesmo sendo uma ilusão.

 

 

Recife/PE

 

 

 

AH, O AMOR !

Criszinh@

 

 

Não identificamos ao certo sua chegada
Mas procura sempre sua morada
Dentro do nosso peito
Nos domina por inteiro
E dele passamos a ser refém.

 

Não me preocupo com o que virá depois
Quero curtir cada emoção que ele me trás
Se irei rir ou chorar , não importa
Pois sei que enquanto ele estiver presente
Domina-me por completo, me entrego totalmente
Não deixando escapar a felicidade, mesmo que ínfima,

Que naqueles momentos, me proporcionará.

 

Quem já o viveu sabe que coisa melhor
Não existiu, não existe e não existirá.
A sensação de amar, e ser amada
Mexe com tudo dentro de nós, e confesso
Mesmo que tenha fracassado este Amor
Quero tornar-me sua refém, eternamente.

 

Muitos não viveram esta maravilhosa sensação
Outros jamais saberão como é bom senti-la
Vivi o Amor Verdadeiro, e mesmo que hoje
Eu não esteja mais presente, dentro do outro coração
O meu baterá eternamente, com lembranças que só quem já sentiu
Sabe que não se esquecerá jamais todo que foi vivido e semeado
Pelas trilhas que este sentimento percorreu!

 

Criszinh@
Rio de Janeiro
 

 

AH ! O Amor!...

Marlene Vieira Aragão

 

 

Olhares...Sedução...Encantamento!

Ah! O amor...Grãozinho...cantante

Na mente, n’alma, todo momento.

 

De mim tomou conta, tão galante!

Instalou-se, aquietou-se, ficou...

Tomou forma, virou luz radiante...

 

De prazer minha infância inundou

Despejou fragrância doce em mim

Perfume que nunca mais me deixou!

 

A infância cedeu lugar ao jardim

Da mocidade e, provei, satisfeita,

A felicidade da estrela enfim...

 

Doce anos! Felicidade feita

Desse amor e, amada, formei meu lume.

Ao abrigo da bondade que respeita...

 

Minha mente aspira esse doce perfume

De viver completamente, amando

Sempre, sem esmorecer esse costume.

 

O inverno chegou, mas, nada mudando.

Deleita-me a autoridade do Amor

Em canto de passarinhos voando.

 

Ah ! O amor é da minha vida o calor.    

 

 

Ah, esse amor que em mim se agiganta

Sá de Freitas

 

 

Ah, esse amor que em mim se agiganta,

E mais e mais meu coração domina,

Faz minha dor tornar-se pequenina,

Pois tudo nele me deslumbra e encanta.

 

Ah, o amor! Sem ele eu morreria

Na solidão, a conversar sozinho,

Sem o sentir gostoso de um carinho,

Sem escrever sequer uma poesia.

 

Por isso eu peço ao Criador do mundo:

"Que haja em mim sempre esse amor profundo,

Para que eu possa a vida suportar".

 

"Que deixe-me, do amor, ser um cativo;

Que deixe-me amar enquanto vivo;

Que deixe-me viver mais, para amar."

 

 

 

 

 

 

 


Copyright © 2007
Fragmentos dos Meus Sonhos - Socorro Lima Dantas
Todos os direitos reservados
Publicado: 13.01.2007 - Última atualização: 11.11.2012
Webdesigner: Sonia Orsiolli