Prêmio de Participação

 

 

 

PARTICIPANTES:

 

Camila Lima Dantas

 Yeda Soares Chiviacowsky

 Maria Thereza Neves

 Helô Abreu

 Naidaterra

 Jorge Linhaça

Borbollettah Sandra Regina

Pilar Casagrande

 

 

 

 

NA NOITE FRIA...

Camila Lima Dantas

 

 

 

Na noite fria, o vento bate em minha face,

eu me agasalho nas cobertas,

rezo ao meu anjo da guarda

para que venha esquentar o meu coração.

 

Recife/PE

 

 

 

Na Noite fria...

Yeda Soares Chiviacowsky

 

 

Na noite fria, eu gosto de ver o luar...

Sento perto da lareira, olhando o fogo crepitar.

Fecho os olhos e agradeço por tanta felicidade,

e logo depois adormeço pensando em ti com saudade.

 

Pelotas/RS

 

 

*** 

 

Noite de Insônia...

Maria Thereza Neves

 

no desvario da razão,
desvio das rotas e sombras,
perco-me no mar das ilusões.
 

 

 

*** 

 

NA CALMA NOITE FRIA

Helô Abreu

 

 

Na calma noite fria

meu coração descompassado

sente minha alma vazia

e chora dessesperado!

Fria noite solitária

peço-te em prece
que o luar preencha todo espaço !

 

 

 

NOITE FRIA

Naidaterra

 

A noite está fria, nada me aquece.

Prementemente preciso do teu calor

para aquietar meu coração que me enlouquece.

Açoita-me o frio, venha acabar com minha dor...

 

 

 

 

NOITE FRIA

Jorge Linhaça

 

A chuva cai lá fora inclemente

deixando mais fria minha noite

puxo as cobertas suavemente

espanto do frio a força do açoite.

 

 

 

NOITE FRIA

Borbollettah Sandra Regina

 

 

Você, insensível

tornou impossível

um amor incrível.

 

 

 

NOITE FRIA
Pilar Casagrande

Quem me dera gozar teus ardentes desvelos,
Adormecido envolto em teus longos cabelos,
Sem conhecer jamais o que seria um queixume,
Lentamente aspirando ao teu doce perfume!

Quem me dera matar a dor que me tortura,
Esta enorme aflição, esta imensa amargura,
Tendo-te junto a mim, alegre e palpitante,
Num tempo assim, de um frio mortificante!

Ah! Que saudade atroz, que esquisita saudade.
Dilacera-me a alma e o coração me invade!
Ah! Que noite tristonha, que noite sombria.
Ah! Que noite sepulcral, que noite fria... Fria...

Rio Claro / SP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2007, Socorro Lima Dantas - Todos os direitos reservados
Publicado: 13.01.2007  Última atualização:  09.01.2012

Webdesigner:  Sonia Orsiolli