Socorro Lima Dantas

 

 


Ah,  inquieto !
Espelho da minha imaginação
Dos sonhos impossíveis, dos versos imperfeitos,
Onde as rimas abraçam às letras
Num relance interior
de olhos que se fitam
Trocando segredos, ora sôfrego, ora inerte
Sem direção, nem concepção, desajeitado, alucinado,
trôpego, dividido, aos pedaços !


Ah, coração inquieto !
Fantasioso, bobo, puro, terno, esperançoso
vive de sonhos nunca conhecidos.
Mesmo assim, é feliz !
Pela quimera perseguida
a procura do amor perfeito
teimoso, insistente, inquieto e obstinado.
Segura firme a pena molhada de lágrimas,
escreve sonhando... sonha escrevendo...
 

 

Palavras soltas,
amanhã não serão retocadas
nem lidas qualquer rima do seu verso,
respingado da dor, nas linhas de sua escrita
manchada pelo pranto de sua inspiração.

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2007

 Fragmentos dos Meus Sonhos   -  Socorro Lima Dantas

 Todos os direitos reservados

Publicado: 13.01.2007