Socorro Lima Dantas
 
 
 

Ah, saudade...  dor tão doída !

dos nossos momentos sonhados

quando eu e tu éramos nós !

 

 

ah, saudade... cálice que martiriza,

tortura a alma cheia de planos,

deixando o peito em abandono  !

 

 

ah, saudade... aflição que faz padecer,

nas lembranças de uma história vivida

de um amor que estava a florescer !

 

 

Ah, saudade... ternura guardada,

que inunda a alma em lágrimas

arrancadas do coração,  que se esvai !

 

 

Ah, saudade... da minha saudade

de esquecer e lembrar,

que entre nós existe uma saudade !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2007, Socorro Lima Dantas - Todos os direitos reservados.
Publicado: 13.01.2007  Última atualização:  07.11.2010

Webdesigner:  Sonia Orsiolli