Socorro Lima Dantas

 

 


A vida
É um poema resplandecente,
escrito no curso do sofrimento,
sentido com o entusiasmo daquele momento:
do amar, ser amado, sorrir, chorar
aplaudir, ser aplaudido, dar adeus e retornar.
É vagar sem destino, chegar a um lugar incerto
juntar os pedaços partidos, procurar aqueles perdidos
tentando terminar a peça teatral
diante do cenário da vida
que nunca chega ao fim.



A morte
É um verso sem rima
que você já não declama.
Não sente mais a dor da ilusão e desilusão,
Nem distingue mais o amor
que deixou em angústia sem dar valor
aquele coração sofredor, que nutria o amor
cheio de intensas anotações daquela essência
Numa peça emendada, partitura difusa, inacabada,
Que não pode mais ser recitado pelo seu criador,
e nem mais sentida a dor de sua inspiração.
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2007 - Fragmentos dos Meus Sonhos -  Socorro Lima Dantas

 Todos os direitos reservados

Publicado: 13.01.2007  -  Última atualização:  20.05.2012