Socorro Lima Dantas

 

 

 

Hoje eu estou em busca do nada,

nada há para encontrar,

eu já nem sei mais quem sou !

Procuro a criança que antes existia em mim,

alegre, ativa, cheia de planos,

alegria e quanta esperança !

Abandonou-me, deixando-me perdida,

na vereda da vida.

São estradas à frente, à direita e a esquerda !

Observo indecisa, e questiono o peito:

qual delas deverei, agora, seguir ?

já caminhei tanto... e tenho que seguir

não posso mais voltar de onde vim !

Por onde andam os meus sonhos

cheios de cores e flores,

que guardei dentro de um coração tão contente,

naquela juventude docemente vivida ?

Por que não encontro o caminho

que me faça voltar a sonhar,

esquecer as desventuras de um mundo desconhecido

que encontrei no despertar da vida,

em busca de tudo, e não encontro o nada ?

São tantos arremessos no ar, em vão !

a vida vai seguindo...  desgovernada,

sem conhecer o que surgirá adiante

eu vou seguindo cambaleando,

equilibrando-me no ontem com o hoje,

para amanhã, despertar numa incógnita,

deparar-me com mais um dia, e pensar.

Hoje, o que me acontecerá,

estarei eu, mais uma vez,

em busca do nada ?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2007, Socorro Lima Dantas - Todos os direitos reservados.
Publicado: 13.01.2007  Última atualização:  05.11.2010

Webdesigner:  Sonia Orsiolli