Socorro Lima Dantas
 
 
 

É sempre assim amor...
desperto... acelero o passo,
repentinamente, abro a janela!
deparo-me com o canto dos pássaros,
em busca do teu olhar,

 no mesmo compasso...
 
 
Aporta a indecisão,

meu peito aflige...
 
 
Defronto-me com aquela paisagem,
aquele sol ardente ! Tudo igual !
Hoje... mais um dia...

 Você não apareceu !
Decidi não mais te procurar,
a alegria deu lugar à tristeza
 
 
Aporta a indecisão,

meu peito aflige...
 
 
Vem o dia, cai à noite,
meu olhar se perde, procurando o teu...
não apareces ao nosso encontro !
bate a incerteza, surge o pranto,
cancelo os planos,

 acaba o meu encanto !
 
 
Aporta a indecisão,

 meu peito aflige...
 
 
Encorajo a minha alma,
fecho a janela,

 para a tua procura seguir.
inicio a busca... em vão...
fico em desencanto !
Dou um passo atrás,
meu coração é só pranto...
tu não estás em nosso canto !
 
 
Aporta a indecisão,

 meu peito aflige...
 
 
Já não há mais alegria !
A noite termina, a madrugada surge,
o vento gelado atinge o meu rosto,
de tanto te procurar...

 e não te encontrar !
Voltei em pranto, acabou a magia !...
fechei a porta, tranquei a janela,
falei para mim mesma:
Nunca mais irei te procurar,
não estarei mais a te esperar !
 

 

Eu não poderei mais viver assim,

sem esperanças...

 nesta rotina de um amor sem fim !
 
 


 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2007, Socorro Lima Dantas - Todos os direitos reservados.
Publicado: 13.01.2007  Última atualização:  31.10.2010

Webdesigner:  Sonia Orsiolli